Feijão é destaque na abertura do Fórum de Culturas de Verão

Engenheiros agrônomos, acadêmicos de agronomia e produtores rurais participaram na noite de quarta-feira (22), da abertura do Fórum Técnico de Culturas de Verão, promovido pela AREAC (Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel). O evento prossegue nesta quinta-feira e sexta-feira, com patrocínio do CONFEA e apoio da FEAPR, CREA-PR e MÚTUA-PR.

As boas-vindas foram dadas pelo diretor de Política Profissional da AREAC, Engenheiro Agrônomo Andrei Mori e pelo diretor Financeiro da Mútua-PR, Engenheiro Mecânico Harlon Luna Ferreira.

A palestra de abertura tratou dos “Aspectos importante sobre o ambiente produtivo e o manejo fitotécnico para a alta performance do feijão comum, com o Engenheiro Agrônomo da Embrapa Feijão e Arroz, Marcos Aurello Marangon. Na sequência, o assunto foi “Safras Especiais – Uma visão para negócios estáveis”, com Paulo Henrique Ribeiro de Aguiar, da Peacook Alimentos. Na palestra, ele diferenciou o grupo das pulses das safras especiais. O primeiro se refere a feijão, lentilha, grão de bico e ervilha e o segundo referente a amendoim, gergelim, chia e milho pipoca.

A exportação de feijão em escala comercial no Brasil teve início em 2006, no Sudoeste do Paraná, com o feijão conhecido como rajado. “Antes, o Brasil só enviava feijões preto e carioca como ajuda humanitária”, aponta. A China passou de exportadora para importadora de feijão, por conta da substituição de suas áreas por milho, conforme Paulo Henrique. Logos após, os participantes participaram de um happy hour oferecido pela organização do evento.

A programação de quinta-feira prevê o “Manejo da Cigarrinha e dos Enfezamentos na Cultura do Milho, com o Engenheiro Agrônomo Ademar Novais Istchuk. E na sexta-feira, o tema será “Reflexões sobre fertilidade do solo e uso adequado de fertilizantes”, com Luiz Antônio Zanão Júnior.

(Vandré Dubiela/Imprensa AREAC)




22 visualizações0 comentário